Wednesday, August 7, 2013

Atlético-PR vence o Bahia por 1 a 0 e se aproxima de vez do G4

Gazeta


Gol de Paulo Baier deixou os paranaenses com 19 pontos no Campeonato Brasileiro

O Atlético Paranaense segue com sua arrancada no Campeonato Brasileiro de 2013 e chegou a sua quarta vitória consecutiva ao bater o Bahia por 1 a 0, na Vila Capanema. Com o resultado, chegou aos mesmos 19 pontos do adversário, mas com vantagem nos critérios de desempate, um ponto apenas atrás do G4.


Comente esta notícia com outros torcedores


Depois de perder algumas oportunidades e demorar a aproveitar um jogador a mais em campo, o Atlético conseguiu marcar seu gol aos 35 minutos da etapa final, com Paulo Baier, que recebeu passe açucarado de Dellatorre e bateu para o fundo das redes.


Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Internacional, domingo, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Já o Bahia encara o Grêmio, no mesmo dia, na Fonte Nova, em Salvador.


O jogo


O Atlético começou em alta velocidade e, logo no primeiro minuto, Dellatorre deixou a marcação para trás e bateu cruzado para boa defesa de Marcelo Lomba. Aos seis minutos foi a vez de Felipe arriscar o chute, mas fácil para o goleiro tricolor. O Bahia parecia nervoso em campo, e errava demais. Por sua vez, o time da casa não caprichava nos ataques, com pouca inspiração de meias e atacantes.


Em sua primeira chegada perigosa, aos 10 minutos, o time baiano quase abriu o placar com Marquinhos, que recebeu na cara do gol mas não contava com a recuperação de Manoel. Na resposta, Paulo Baier chutou cruzado e Lomba salvou com os pés. O Atlético-PR dominava as ações, mas continuava arrematando muito mal e errando o último passe. Aos 24 minutos, Fahel invadiu a área e disparou o chute para defesa de Weverton.


O Atlético ainda se complicava atrás, como aos 32 minutos, quando Pedro Botelho entregou a bola para Souza rolar para Marquinhos, que parou em Weverton. Aos 38 minutos, Paulo Baier cobrou falta, mas praticamente recuou para o goleiro. Sem conseguir entrar na defesa atleticana, Léo arriscou de longe e isolou. Aos 45 minutos, Madson fez falta violenta em Zezinho e foi expulso.


Veja como está a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro


Depois do intervalo, o técnico Cristóvão Borges tentou recompor o Bahia com a saída de Marquinhos para entrada de Neto. Como era esperado, o Atlético pressionava, mas o adversário mais recuado impedia os arremates. Aos nove minutos para desespero do torcedor rubro-negro, Dellatorre recebeu um lançamento perfeito de Paulo Baier e, na cara do gol, conseguiu bater para fora.


O Atlético tinha domínio total, pressionava, mas não decidia. O técnico Vagner Mancini apostou nas entradas de Ederson e Elias. Aos 18 minutos, o meia arriscou o primeiro chute e carimbou a defesa. O ferrolho baiano era quase intransponível. Aos 23 minutos, Elias tentou mais um chute de longe, sem sucesso. Em uma rara chegada do Tricolor, Talisca cobrou falta aos 27 minutos, e parou em Weverton.


Dellatorre seguia perdendo oportunidades, como aos 29 minutos, tentando chutar de primeira, desequilibrado, sem direção. Até que o maestro apareceu, aos 35 minutos. Paulo Baier recebeu passe de Dellatorre e disparou para o fundo das redes. Na resposta, dois minutos depois, Wallyson invadiu a área paranaense e quase empatou. Porém, o resultado estava definido, com o Atlético-PR administrando bem até o fim.


FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 0 BAHIA


Local: Estádio Durival Britto e Silva, Curitiba (PR)

Data: 07 de agosto de 2013,quarta-feira

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Celio Amorim (SC)

Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Ramires Santos Candido (ES)

Cartões amarelos: Zezinho e Bruno Silva (Atlético-PR); Rafael Miranda (Bahia)

Cartão vermelho: Madson (Bahia)

Gol: ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 35 minutos do segundo tempo


ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo (Carlos Alberto), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Elias); Bruno Silva, Zezinho, Felipe (Ederson) e Paulo Baier; Marcelo e Dellatorre

Técnico: Vagner Mancini


BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Rafael Donato, Titi e Raul; Fahel, Hélder, Rafael Miranda e Marquinhos Gabriel (Neto); Wallyson (Obina) e Souza (Anderson Talisca)

Técnico: Cristóvão Borges






Fonte IG

No comments:

Post a Comment

Post a Comment